quando erramos

Eu queria tricotar uma camiseta leve, com alças e com a parte superior rendada. Ela seria tecida com fio de algodão e, como uma lingerie, seria usada sempre por baixo de uma camisa. Aliás, seu único propósito seria que sua renda aparecesse pelo decote da camisa, diminuindo assim a profundidade desse decote. E ela precisaria ser longa o suficiente para cobrir o busto.

Eu tinha restos de um fio de algodão com o qual tricotei esse xale para minha mãe. E tem uma receita que acho muito charmosinha, estilo anos 1920, que faz parte da coleção sexy da revista online Knitty que foi lançada no verão de 2004.

Alguma matemática seria necessária já que na amostra da receita original 35 pontos medem 10 centímetros e na minha amostra 23 pontos medem 10 centímetros.

Eu teci minha amostra em ponto jérsey, depois molhei e deixei secar, como manda o figurino, porque sempre dá diferença de pontos entre a amostra recém-tecida e depois de molhada e seca.

Cada repetição do ponto Feather and Fan contém 20 pontos. Cada alça contém 10 pontos. Minha circunferência de peito e busto foram 85 e 97 centímetros respectivamente. Então eu calculei, desenhei e cheguei às seguintes conclusões:
trico em prosa.com - quando erramos - Hush-Hush

A única parte realmente entediante de tricotar foram as alças. O ponto é muito fácil de memorizar, flui!

Quando terminei de tecer o visual ficou do jeitinho que eu queria. Embuti as pontas, lavei e, depois de seca, fui experimentar. Foi uma decepção. Eu queria uma modelagem justa, pois ela seria usada sob a camisa, e a verdade é que ficou bem larga.

Quando erramos é primordial compreender o que levou ao erro.

Sabe onde eu errei? Justamente na amostra. O problema é que eu tricotei a amostra em ponto jérsey mas o ponto principal da peça é o ponto Feather and Fan cheio de laçadas e dois pontos juntos em meia. Cada repetição do ponto principal contém 20 pontos que com a minha tensão medem 19,5 centímetros.

trico em prosa.com - quando erramos - Hush-hush

Aprendi mais essa lição: da importância de tecer a amostra no ponto em que a peça será tricotada. Ao refazer minhas contas, dessa vez levando em consideração as medidas reais do ponto principal, vejo que ficou sobrando uma repetição inteira do ponto principal.

Eu ainda não desmanchei minha “lingerie”, mas já sei como será a segunda versão dela.

Receita: Hush-hush de Libby Baker
Fio: Pingouin Bella na cor 702 Palha
Composição: 100% algodão
Agulhas: agulhas circulares 3,5mm de 1 metro de comprimento

Veja esse projeto no Ravelry

Anúncios

receita traduzida – Cachecol Henry

Em julho eu tricotei esse cachecol para o Diogo.

trico em prosa.com - receita traduzida Cachecol Henry

Em agosto escrevi uma mensagem para a designer, Mareike Sattler, pedindo autorização para traduzir sua receita.

Em setembro a designer respondeu autorizando a publicação da tradução.

Agora, outubro, a tradução do cachecol Henry para o português foi publicada.

samambaias para as meninas

Como decidi tecer mais dois gorros para os meninos, é claro que as meninas Mariana e Dafne não ficariam de fora!

A receita que escolhi para elas foi uma doce surpresa. É rápida, gratificante e como veste bem! Fiquei apaixonada!

trico em prosa.com - Gorro Fern Glade

A receita traz instruções para tricotar o gorro em dois tamanhos: justo e largo. Como usei um fio mais grosso que o recomendado, resolvi montar os pontos para o tamanho largo usando agulha número 3,5mm mas segui as demais instruções para o tamanho justo.

Para o corpo, mudei para agulha número 4mm e trabalhei apenas seis repetições do ponto antes de fechar o topo. Ficou do jeitinho que eu queria.

trico em prosa.com - Gorro Fern Glade

Depois que embuti todas as pontas, encharquei completamente em água com um pouquinho de sabão e a renda relaxou mostrando uma bela samambaia.

A doce Larissa Goulart do blog Lara & Tricot publicou a tradução da receita para o português com a autorização da designer.

trico em prosa.com - Gorro Fern Glade

Ainda vou tecer vários gorros com essa receita!

Receita: Fern Glade de Meghan Marshall
Obs: se desejar, acesse a tradução autorizada para o português
Fio: Pingouin Noblesse nas cores Nínive 701 e Suprema 4303
Agulha: circular núm. 3,5mm e 4,0mm

Veja este projeto no Ravelry

para meninos e meninas

Anos atrás, presentei minha sogra com um gorro Odessa. Na época, ela me disse que queria fazer gorros dessa receita para as netas dela. Então eu mandei para ela uma caixa com tudo que ela iria precisar: novelos em duas cores (rosa e creme), contas furta-cor e peroladas combinando com os fios, dois números de agulhas circulares, dois conjuntos de agulhas de pontas duplas e a impressão da receita.

No início desse ano, durante uma visita, ela me mostrou essa caixinha. Até a cartinha que escrevi estava lá! Ela tentou tricotar os gorros mas disse que não tem mais cabeça para o tricô. E pediu que eu os tricotasse para ela.

Esses gorros serão presenteados para os irmãos Dafne e Caio e para os irmãos Mariana e Raphael.

tricô em prosa - Gorros Odessa

Para as meninas teci gorros Odessa, seguidos à risca, sem nenhuma modificação.

Adoro tricotar esse gorro! Desenvolvi uma maneira própria de seguir essa receita. Na décima volta com contas eu gosto de trabalhar a primeira volta de diminuições do topo do gorro.

Blog tricô em prosa - para meninos e meninas: gorros Odessa tricotados para a Mariana e para a Dafne

Para os meninos teci o gorro Knotty But Nice.

Lendo algumas declarações no Ravelry, algumas pessoas reclamavam que a trança ficava muito rígida ao vestir. Então usei um número maior de agulha só para trabalhar a trança. Montei os pontos do gorro com agulhas número 3,5 mm e trabalhei a trança com agulhas 4,0 mm, depois retornei para as agulhas número 3,5 mm para finalizar o gorro.

tricô em prosa - para meninos e meninas: gorros Knotty But Nice tricotados para o Caio e para o Rafael

Ao iniciar as voltas de diminuições para fechar o topo do primeiro gorro, de cor cinza, me incomodou o fato das colunas de dois pontos meias se transformar em um único ponto meia. Achei que quebrou a fluidez das colunas. Foi isso que modifiquei ao tricotar o segundo gorro, de cor marrom.

Ao tecer o segundo gorro, no lugar de “[(2t, 2m) duas vezes, 2t, 2pjm]” eu trabalhei dessa maneira: “[(2t, 2m) duas vezes, 1t, 2pjm, 1m]”. Nas voltas subsequentes, mantive esse padrão trabalhando o 2pjm um ponto antes e trabalhando em meia o ponto após a diminuição. Desse modo, a coluna de dois pontos meias foi mantida até o fim.

O visual ficou mais agradável e coerente.

tricô em prosa.com - Gorros Knotty But Nice

Satisfeita com o resultado, desmanchei o topo do gorro cinza para refazê-lo, mas de maneira diferente.

Como cada repetição do gráfico tem 24 pontos, então eu trabalhei uma diminuição inclinada à esquerda (2pjm) na terceira coluna do gráfico e uma diminuição inclinada à direita (ssk) na coluna 21. Dessa maneira, as barras das extremidades se curvam para o centro do gráfico. Improvisei no finalzinho, quando restam poucos pontos nas agulhas, mas gostei muito desse resultado também!

Receita: Gorro Odessa de Grumperina, que gentilmente autorizou a publicação da tradução de sua receita para o português
Fio: Pingouin Noblesse nas cores Nínive 701 e Suprema 4303
Agulha: número 3,00 mm e 3,50 mm
Veja esse projeto no Ravelry

Receita: Gorro Knotty But Nice de Natalie Larson, que gentilmente autorizou a publicação tradução de sua receita para o português
Fio: Pingouin Noblesse nas cores Platinado 1818 e Marrom 2792
Agulha: número 4,00 mm e 4,50 cm
Veja esse projeto no Ravelry

receita traduzida – Gorro Knotty But Nice

Ultimamente ando envolvida no tricoteio de gorros. São presentes que estou tricotando para meninas e meninos cujas idades variam de 5 a 10 anos.

Na minha opinião, receitas de gorros para menino são mais difíceis de encontrar. Por isso fiquei muito feliz quando a designer Natalie Larson prontamente autorizou que eu publicasse a tradução do gorro Knotty But Nice para o português.

receita traduzida Gorro Knotty But Nice de Natalie LarsonÉ um gorro tradicional em barra 2×2 que vão se entrelaçando até formar uma bela trança que aos poucos se desembaraça e volta a ser barra 2×2.

Muito obrigada pela receita tão bonita! Thank you, Natalie!