Xale Aeolian

por Elizabeth Freeman
Receita original e fotografias em http://www.knitty.com/ISSUEspring09/KSPATTaeolian.php

Tradução autorizada do Xale Aeolian de Elizabeth Freeman
No deserto de Mojave, a erosão eólica de milênios de areia carregada pelo vento entalhou uma paisagem de escultura orgânica curvilínea na rocha do deserto que abriga cactus, yuccas, e as formas retorcidas das árvores de Josué. As curvas da rocha, a geometria repetitiva dos caules de yucca e das folhas de agave e as breves mas extravagantes floradas do deserto depois de uma chuva fizeram eco nesta renda.

O deserto abarca ambas lentas e sutis belezas e assim como as extremamente extravagantes. Calor abrasador e acúmulo de neve.

Nesta criação combinei a paciência lenta do tricô de renda, e o abandono desregrado do deserto após a tempestade. Nupps e contas? Porque não!

TAMANHO
Xale menor[Xale]

MEDIDAS AO TERMINAR
Xale menor cor de flama fiado à mão
Altura no centro: 68,5 cm (27 pol.) – Envergadura: 162,5 cm (64 pol.)

Xale menor roxo
Altura no centro: 58,5 cm (23 pol.) – Envergadura: 122 cm (48 pol.)

Xale creme prateado
Altura no centro: 96,5 cm (38 pol.) – Envergadura: 228,5 cm (90 pol.)

MATERIAIS
Xale menor cor de flama fiado à mão
>> Handspun Blue Faced Leicester [100% Blue Faced Leicester; novelo de aprox. 500 jardas/457m e 2 onças/57g, 35wpi]; cor: corante alimentício amarelo, Kool-Aid mexicano em Jamaica (Hibiscus) e Tamarindo
>> Agulha recomendada: 1 agulha circular número US 5/3.75mm de 60 cm (24 pol.) ou mais longa [sempre use uma numeração de agulha que dê a amostra listada abaixo – a amostra de cada pessoa é única]

Xale menor roxo
>> Misti Alpaca Lace [100% Baby Alpaca; 437 jardas/400m por novelo de 50g]; cor: Merlot; 1 novelo. Obs: O xale menor utilizou aprox. 430 jardas/395m. Compre um segundo novelo por segurança
>> Agulha recomendada: 1 agulha circular US 4/3.5mm de 60 cm (24 pol.) ou mais longa [sempre use uma numeração de agulha que dê a amostra listada abaixo – a amostra de cada pessoa é única]

Xale creme prateado
>> Habu XS-45 20/3 bambú [100% bambú; 574 jardas/513m por novelo de 48g]; cor: 2; 2 novelos. Obs: Este xale utilizou aprox. 1100 jardas/1000m
>> Agulha recomendada: 1 agulha circular número US 2/3.0mm, de 90 cm (32 pol.) ou mais longa

Para todas as versões:
>> Aproximadamente 850[2250] contas tamanho 8
>> Agulha de crochê de numeração semelhante ao número de agulha de tricô utilizada (usada somente para montagem provisória dos pontos)
>> Agulha de crochê de metal pequena o suficiente para passar pelo buraco das contas (usei número 14 / 0.75mm)
>> Fio que será descartado mais tarde
>> Anéis marcadores de pontos
>> Fio macio ou arame para bloquear a peça
>> Alfinetes que não enferrujem

AMOSTRA
A amostra é medida sobre o Gráfico de Amostra (swatch chart), baseado no ponto Yucca. Uma amostra exata não é essencial para esse projeto ao menos que você esteja trabalhando com uma quantidade limitada de fio (por exemplo, se você estiver tricotando o xale menor usando um único novelo do fio sugerido). Entretanto, se você quiser fazer a amostra e medir antes de começar, use o Gráfico de Amostra fornecido. Bloqueie os pontos dessa amostra, deixe secar, retire os alfinetes e permita que a trama relaxe antes de medir sua amostra.

aeolianswatchchart

Xale menor cor de flama fiado à mão: 15 pts/27 carr. = 4 pol./10 cm com agulhas US #5/3.75mm
Xale menor roxo: 18 pts/32 carr. = 4 pol./10 cm usando agulhas US #4/3.5mm
Xale creme prateado: 18 pts/30 carr. = 4 pol./10 cm com agulhas US #2/3.0mm

OBSERVAÇÕES DA RECEITA
Esta receita é modular. Se você deseja mudar o tamanho, você pode fazê-lo variando o número de repetições do gráfico Yucca e do gráfico Agave. Mantenha o seguinte em mente:

  • O Gráfico Yucca deve ser trabalhado um número par de vezes (ou seja, duas vezes, seis vezes) antes de se trabalhar o Gráfico de Transição.
  • O Gráfico Agave deve ser trabalhado qualquer número de vezes antes de se trabalhar o Gráfico Agave Final.
  • Seção do Barrado requer uma quantidade surpreendente de fio. Para o xale prateado, o barrado e o arremate utilizaram 45% da quantidade de fio. Para o xale menor, o barrado usa 65% do fio!

Se você está usando marcadores de pontos entre cada repetição de pontos, note que haverá pontos em alguns gráficos onde as diminuições farão que os marcadores sejam movidos.

Pontos estonianos
Este xale foi inspirado pelos pontos de árvores do Pitsilised Koekirjad, um dicionário de pontos estonianos. Este livro não dá nomes individuais aos pontos. Aqui me refiro a eles pelos nomes das plantas de deserto com os quais se parecem. Modifiquei o design original dos pontos de maneira que o comprimento da repetição combine e que a receita flua de um ponto para o próximo. Para uma descrição excelente de pontos de renda estoniana, veja esta página. Para mais exemplos de lindos pontos originários da Estônia, veja o Estonian Lace Study. Para uma historia de tricô rendado estoniano, assim como os lindos xales estonianos, ambos tradicionais e contemporâneos, veja o livro Knitted Lace of Estonia: Techniques, Patterns, and Traditions, de Nancy Bush.

Montagem de crochê
Usando o fio que será descartado mais tarde, trabalhe uma correntinha de crochê vários pontos mais longa que o número de pontos que será montado. Começando 1 ou 2 pontos do fim da correntinha e utilizando o fio que será tricotado o xale, levante e tricote um ponto meia no fio de trás de cada correntinha até que o número requisitados de pontos tenham sido levantados. Mais tarde, a correntinha será desfeita e os pontos que estavam nela serão utilizados.

m: ponto meia

t: ponto tricô

2pjm: Trabalhe os próximos 2 pontos juntos em meia (K2tog).

3pjm: Trabalhe os próximos 3 pontos juntos em meia (K3tog).

ppm: Passe sem fazer os próximos 2 pontos, um de cada vez, em meia, para a agulha direita. Insira a agulha esquerda na frente desses 2 pontos e trabalhe-os juntos em meia (SSK).

pppm: Passe sem fazer os próximos 3 pontos, um de cada vez, em meia, para a agulha direita. Insira a agulha esquerda na frente desses 3 pontos e trabalhe-os juntos em meia (SSSK).

2pjt: Trabalhe os próximos 2 pontos juntos em tricô

ddc: Diminuição dupla centralizada: passe sem fazer, para a agulha direita, os próximos 2 pontos juntos em meia (como se fosse fazer 2pjm). Trabalhe o próximo ponto em meia pelo fio de trás, então passe os 2 pontos sem fazer sobre o ponto trabalhado. 

mate duplo: Passe 1 ponto sem fazer, em meia, para a agulha direita, 2pjm, passe o ponto sem fazer sobre o ponto trabalhado: 2 pontos diminuídos.

nupps: Nupps de 7 ou 9 pontos poderão ser trabalhados para este xale. Tente uma amostra de cada tipo para ver qual deles fica melhor para o fio que escolheu.

Nupp de 7 pontos (usado no xale menor roxo): 1m sem tirar o ponto da agulha esquerda, laçada, [1m no mesmo ponto novamente sem tirar o ponto da agulha esquerda, laçada] 2 vezes, 1m no mesmo ponto novamente e retire o ponto da agulha esquerda. 1 ponto aumentado para 7 pontos. Na próxima carreira (avesso), trabalhe estes 7 pontos juntos em tricô.

Nupp de 9 pontos (usado no xale menor cor flama e no xale creme prateado): 1m sem tirar o ponto da agulha esquerda, laçada, [1m no mesmo ponto de novo sem tirar o ponto da agulha esquerda, laçada] 3 vezes, 1m no mesmo ponto novamente e retire o ponto da agulha esquerda. 1 ponto aumentado para 9 pontos. Na próxima carreira (avesso), trabalhe estes 9 pontos juntos em tricô.

Ao usar um fio sem elasticidade como o de bambu, é particularmente importante fazer os aumentos do nupps bem frouxos; os pontos devem ser de aproximadamente 1,5 cm de comprimento. Ajuda usar um dedo para segurar no lugar cada novo ponto de maneira que você não apertará o último aumento sem querer enquanto faz o próximo. Na carreira do lado avesso, quando inserir a agulha da mão direita para trabalhar esses pontos aumentados juntos em tricô, se você fez esses pontos soltos o suficiente, não apenas será mais fácil inserir a agulha como você também verá o espaço entre as duas agulhas. Veja as imagens abaixo:
aeolian_nupp

Colocar as contas: As contas são colocadas nas carreiras do lado direito (e não no avesso) usando uma agulha de crochê bem estreita. Para colocar as contas no ponto, primeiro insira a agulha de crochê pelo furo da conta, e escorregue a conta para o cabo da agulha. Tire o ponto para fora agulha de tricô e para dentro da agulha de crochê, escorregue a conta para baixo na agulha de crochê e para dentro do ponto. Recoloque o ponto na agulha de tricô e então trabalhe esse ponto em meia. Instruções detalhadas podem ser encontradas aqui.

Colocar contas em diminuições: Ao colocar uma conta em uma diminuição, essa conta deve ser colocada antes de se fazer a diminuição,  como segue:
>> Para um [ppm/ssk], coloque a conta no primeiro ponto da agulha esquerda;
>> Para um [2pjm], coloque a conta no segundo ponto da agulha esquerda;
>> Para uma [ddc], coloque a conta no segundo ponto da agulha esquerda;

Repetição dos pontos ao trabalhar com os gráficos: O Gráfico de Ajuste mostra como todos os pontos serão tricotados. Nos outros gráficos, a repetição dos pontos é contornada em vermelho. Tricote os pontos até a direita do contorno indicando repetição, repita os pontos entre as linhas vermelhas até que pontos suficientes permaneçam antes do marcador de pontos central para então terminar de tricotar os pontos da esquerda do contorno da repetição. Repita no segundo lado do xale.

Instruções para bloquear os pontos de um xale rendado podem ser encontradas aqui.

INSTRUÇÕES
Obs: O primeiro ponto de cada linha é passado sem fazer em tricô. Coloque o fio entre as agulhas para trás do trabalho antes de trabalhar o próximo ponto.

Usando uma agulha de crochê, monte 2[3] pontos.

Trabalhe 17 carreiras em cordões de tricô (ponto meia no avesso e no direito), tirando o primeiro ponto em cada carreira. Ao final da última carreira, vire o trabalho 90 graus em sentido horário, então levante e tricote em meia os 7 picos ao longo da borda do trabalho – este será um ponto em cada ponto passado sem fazer ao longo da borda, pulando o primeiro ponto.

Remova o fio descartável da borda da montagem dos pontos, colocando os 2[3] pontos que estavam no fio na agulha esquerda; trabalhe esses pontos em meia. 11[13] pontos.

(os gráficos encontram-se logo abaixo ao final da receita)

Próxima carreira [lado direito]: Retire 1 ponto sem fazer, trabalhe 1[2]m, trabalhe a primeira carreira do Gráfico de Ajuste, coloque um marcador de pontos, 1m pelo fio de trás, coloque o marcador de pontos, trabalhe a primeira carreira do Gráfico de Ajuste, 2[3]m. 19[21] pontos.

Os marcadores colocados indicam o ponto central do xale. Desse ponto até a o início do barrado, trabalhe esse ponto em meia pelo fio de trás no lado direito, e trabalhe em tricô no lado avesso.

Os 2[3] pontos de cada extremidade são os pontos da borda; trabalhe esses pontos em cordões de tricô (meia no direito e no avesso). Sempre tire o primeiro ponto sem fazer em cada carreira.

Obs: É importante manter os pontos passados sem fazer bem soltos, de maneira que o xale seja bloqueado da maneira apropriada. Não se preocupe se eles parecem frouxos e relaxados antes do bloqueamento.

Trabalhe as carreiras 2-16 do Gráfico de ajuste, trabalhando o ponto central e os da borda como foi indicado. 51[53] pontos quando o Gráfico de Ajuste for completado.

Continue da seguinte maneira, trabalhando o ponto central e os pontos da borda como foi orientado:
Trabalhe as carreiras 1-8 do Gráfico Yucca 4[12] vezes.131[293] pontos.
Trabalhe as carreiras 1-18 do Gráfico de Transição. 219[413] pontos.

Apenas para tamanho xale:
Trabalhe carreiras 1-10 do Gráfico Agave duas vezes. 509 pontos.

Xale menor e xale:
Trabalhe carreiras 1-10 do Gráfico Agave Final. 247[537] pontos. Haverá 5[11] motivos de Agave em cada metade do xale.

Próxima carreira [lado direito]: Passe um ponto sem fazer, 1[2]m, trabalhe a linha 1 do Gráfico do Barrado Direito, coloque um marcador de pontos, trabalhe a linha 1 do Gráfico de Ajuste do Barrado, passe o marcador de pontos, trabalhe a linha 1 do Gráfico do Barrado Central, passe o marcador de pontos, trabalhe a linha 1 do Gráfico de Ajuste do Barrado, coloque um marcador de pontos, trabalhe a linha 1 do Gráfico do Barrado Esquerdo, 2[3]m.

Esta carreira ajusta a receita para o barrado. Continue seguindo as linhas desses gráficos como se apresentam, até que a linha 28 do Gráfico de Ajuste do Barrado esteja completa. Continue trabalhando os gráficos do barrado direito, central e esquerdo como se apresentam e trabalhe as linhas 29-46 do Gráfico do Barrado Principal no lugar do Gráfico de Ajuste do Barrado. 525[983] pontos.

Carreira de arremate [lado direito]: Usando 2 fios segurados juntos, trabalhe 2t, [volte os dois pontos para a agulha esquerda, 2pjt, 1t] até o último ponto, passe os dois pontos de volta para a agulha esquerda, 2pjt. Corte o fio e passe pelo último ponto.

ACABAMENTO
Alinhavar as pontas dos fios. Seguindo as  instruções, bloqueie os pontos do xale, primeiro alfinetando o ponto central do barrado de todos os motivos florais, então volte e prenda os quatro pontos adicionais em cada motivo, nos pontos do barrado diretamente acima dos nupps (dois pontos em cada lado de cada flor central). Para a espinha floral, alfinete pontos entre uma conta e outra. Este xale será bloqueado em uma forma levemente triangular.

Deixe o xale secar completamente antes de remover os alfinetes.

SOBRE A DESIGNER
Elizabeth Freeman conta árvores e “mastiga números” para ganhar a vida, e é conhecida por levar com ela seu tricô rendado na mochila de viagens à natureza selvagem.
Receita & imagens © 2009 Elizabeth Freeman. Entre em contato com Elizabeth.

GRÁFICOS
graficoaeolian-ajuste-yucca

graficoaeolian-transition-agave

graficoaeolian-barradolateral

aeolian-ajustebarrado-barradoprincipal

Anúncios