delicinha de casaquinho de vovô

Faz pouco mais de dois anos que tricotei esse casaquinho. Faz tanto tempo que mal consigo me lembrar de como foi o processo de tricotá-lo.

Cardigã Gramps

Normalmente eu faço várias anotações – anoto os erros que cometi, como foram corrigidos, tudo que acho que será útil relembrar caso eu decida tecer a mesma receita de novo. Mas, para minha surpresa, dessa vez encontrei umas poucas linhas.

Nem mesmo pesei o casaquinho depois de pronto. Isso me leva a pensar em como estava o meu emocional naquela ocasião. Eu estava em luto. E tem coisa mais reconfortante que tricotar casaquinhos de bebê?

Eu me lembro muito bem de como foi gostoso tecer essa receita novamente e de como eu ficava feliz imaginando o fofo do João Lucas vestindo essa peça que eu mesma teci.

Tricô em Prosa - Cardigã Gramps

Das anotações que fiz eu posso afirmar que montei os pontos da amostra em um tarde de domingo usando agulhas número 4 mm. Como o casaquinho é tricotado aberto, ou seja, virando o trabalho ao terminar a carreira, eu teci a amostra desse jeito também. Um dia depois, lavei a amostra e aguardei até que secasse. Na noite da quarta-feira seguinte, eu montei os pontos do casaquinho. Escolhi o tamanho de um ano – idade que o João Lucas teria quando os termômetros voltassem a cair no ano seguinte.

Para tecer as mangas circularmente eu mudei para a numeração das agulhas para 4,5 mm porque se mantivesse a mesma numeração que usei para tricotar ida e volta, a tensão ficaria visivelmente diferente, com pontos mais apertados. Para tecer as mangas usei um conjunto de cinco agulhas de ponta dupla.

Tricô em Prosa - Cardigã Gramps

A certa altura não podia mais ignorar a minha intuição avisando: “as mangas vão ficar muito justas”. Finalmente pude me certificar de que, sim, as mangas ficariam mais confortáveis se fossem mais largas. Resumindo: refiz as mangas montando mais pontos do que indicava a receita.

Pelas anotações que fiz eu terminei a peça um mês depois de montar os pontos. Pesando os restos de fio que sobraram, pude deduzir que o casaquinho consumiu 315 metros.

Receita: Gramps Cardigan de Kate Oates (também pode ser comprada no Ravelry)
Fio: Círculo Lírio – Cor 7417 Banana
Composição: 50% Merino, 50% Microfibra
Agulhas: Circular número 4.0 mm de 1 metro de comprimento + Conjunto de 5 agulhas de pontas duplas número 4.5 mm

Veja esse projeto no Ravelry

Publicidade

2 respostas em “delicinha de casaquinho de vovô

Quer comentar?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.