bela ave de Gamayun

Ah, como não se apaixonar por essas rendas? Esse xale é um presente para a deslumbrante Janete, minha cunhada, que está toda radiante usando a peça na fotografia abaixo.
Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

A vontade de tricotar esse xale foi a força motriz para terminar aquele infindável casaco.

Fazia tanto tempo que eu não tricotava renda, que acho até que havia desaprendido! Tricotar renda não é difícil, mas exige um pouquinho de concentração para não se perder na sequência de pontos que devem ser executados. Aliás, exige concentração e muuuitos marcadores de pontos!

Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

O xale é tricotado de baixo para cima. Usando agulhas número 7mm, montei frouxamente os vários pontos do barrado desse xale no final de abril e comecei a tricotar o “Gráfico 1 – Barrado” usando agulha número 3,50mm.

Esse gráfico é tão longo que ele foi dividido em três páginas: parte direita, central e parte esquerda. Com tantos pontos assim, nem precisa dizer que contar pontos nessa fase é mais que essencial. E ainda acrescentei o ritual de contar a quantidade de pontos de cada linha e deixar anotado em cada página do gráfico (parte direita, central e esquerda).

Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

Tanto contar pontos, de maneira até obsessiva, não me impediu de cometer vários erros. Uma distração, menor que fosse, e o erro escapulia! Passei a contar os pontos das repetições abrindo-os bem, para identificar as laçadas dos demais pontos, porque cismei que não estava ‘enxergando’ as laçadas direito.

Fiquei assustada com o fato de que, mesmo tendo tanto cuidado, alguns erros não puderam ser evitados. O importante é que cada um dos erros que cometi foi corrigido.

Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

Fiz algumas anotações enquanto tecia os demais gráficos da receita:

  • Ao terminar o “Gráfico 1 – Barrado” e iniciar a primeira linha do Gráfico 2 (a linha 33), os marcadores de pontos se deslocam um ponto à direita de onde estão.
  • Ao tricotar a primeira linha do Gráfico 3, o primeiro e o último marcador serão removidos. Os demais marcadores permanecem no mesmo local.
  • Não fiz nenhuma anotação para o Gráfico 4, com certeza me esqueci.
  • Apenas na linha 119 do Gráfico 5 todos os marcadores movem um ponto para a direita até alcançar a ponto central e um ponto para a esquerda depois dele.

Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

Acabamento
Para o arremate com agulha de crochê, fiz seis correntinhas no lugar de cinco.

Na fotografia abaixo podemos ver o xale assim que sai das agulhas (à esquerda) e depois que foi deixado de molho, lavado e esticado com alfinetes. Não parece mágica?
Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

O xale pesa 135 gramas, ou seja, consumiu aproximadamente 610 metros de fio.

A verdade é que eu estava com saudade de tricotar renda e amei tricotar essa receita! E olha só que inspiração é essa versão tecida com fio branco! Suspiros…

Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

Receita: Gamayun Bird de Natalia Sha
*veja como baixar a tradução para o português diretamente do Ravelry
Composição: 100% algodão
Fio: Fios Pingouin Tropfil na cor 5513 – Ravenna
Agulha: circular número 3,5mm

Veja esse xale no Ravelry

Anúncios

receita traduzida – Xale Gamayun Bird

É uma alegria oferecer a tradução de uma bela receita de xale, o Gamayun Bird, uma das muitas criações de Natalia Sha.

blog Tricô em Prosa - Xale Gamayun Bird

A ave profética de Gamayun faz parte do folclore eslavo. Símbolo de sabedoria e  conhecimento, normalmente é retratada como uma grande ave com cabeça de mulher.

Instruções para baixar o arquivo PDF
a) Acessar o link da receita em https://www.ravelry.com/patterns/library/gamayun-bird.

b) Na página que se abre, procurar pelo quadradinho abaixo na coluna à direita e clicar no link “download”. Outra opção é clicar no link mostrado nessa figura.
blog Trico em Prosa - Receita traduzida - Xale Gamayun Bird

c) Procurar pelo arquivo PDF da versão em português e clicar no botão “download PDF”:
blog Trico em Prosa - Receita traduzida - Xale Gamayun Bird

Feliz tricô!