umas boas meias de algodão

Meu plano de tecer meias usando fio de algodão teve início em meados de outubro. Essa é mais uma peça tecida inteiramente enquanto estive fora de casa, levada na bolsa, já que quando estava em casa só tive olhos para um xale que ainda estou tecendo com o maior zelo e carinho.

blog tricô em prosa - umas boas meias de algodão

Elas são extremamente confortáveis!

Minha primeira providência foi tecer as amostras. Uma amostra foi tecida em ponto jérsey e outra com o ponto escolhido para as meias, que foi retirado do livro Getting Started Knitting Socks da Ann Budd. Além de ensinar a tecer meias, o livro oferece vários pontos apropriados para sua confecção.

Esse ponto sempre esteve entre um dos meus favoritos. Combina colunas torcidas com ponto tricô, excelente para dar elasticidade às meias de algodão.

blog tricô em prosa - umas boas meias de algodão

Usando a matemática das meias fiz os primeiros cálculos e pude esboçar a receita. Para usar o ponto escolhido para as meias foram necessárias algumas adaptações e pronto, mandei bala!

As meias ficaram prontas em quinze dias. Os pontos do primeiro pé foram montados em meados de outubro e o segundo pé foi arrematado no início de novembro.

Entretanto, só pude fotografá-las agora porque minha câmera apresentou um defeito ainda no início de outubro, bem no dia em que fui fotografar o xale Goldmarie que teci para minha tia. Demorei algumas semanas para mandá-la para o conserto e outras mais foram necessárias para que ela retornasse. Como fez falta…

blog tricô em prosa - umas boas meias de algodão

Descobri que esse fio é muito grosso para tecer meias que serão usadas com sapatos fechados, fica apertado. Por esse motivo essas meias serão usadas principalmente para dormir.

Já providenciei outro fio de algodão, dessa vez um pouco mais fino, e com ele vou tecer a mesma receita. Quero ver se produz meias com espessura adequada para usar com sapatos fechados. Serão as próximas peças que passarão um bom tempo indo e vindo na minha bolsa enquanto termino de tecer aquele xale no conforto da minha casa.

Receita: particular
Fio: Pingouin Bella na cor 1815
Agulha: circular número 2,5mm e 2,75mm de 100 centímetros de comprimento

Veja essas meias no Ravelry

minhas meias da Meida

Essas meias andaram muito tempo dentro da minha bolsa. Enquanto tecia esse xale sempre que me encontrava em casa, senti falta de ter uma peça na minha bolsa para eu poder tricotar quando estivesse fora. E não tem peça melhor para levar na bolsa do que meias.

tricô em prosa - minhas meias da Meida

Eu ganhei esse fio de presente da Marico alguns anos atrás. Adoro a cor! Ele tem um porcentual de nylon na sua composição, importante no caso das meias porque aumenta a durabilidade. Além disso, ele vem com um carretel de fio 100% nylon que usei junto com o fio ao tricotar o calcanhar e os dedos da meia para reforçar essas partes que são mais propensas à formar buracos devido à fricção.

Para honrar o fio, escolhi uma receita bem bonita da Nancy Bush. Essa receita faz parte do livro Favorite Socks. A Nancy Bush conta que ganhou essas meias de presente de sua amiga Meida quando visitou a Estônia pela primeira vez e então as reproduziu.

tricô em prosa - Meias da Meida

O comprimento da perna foi a única modificação que fiz.

Eu queria tornar a perna mais longa. Pelo fato das tranças não serem tão elásticas, eu montei os pontos usando agulha de numeração 2,75mm. Com essa numeração eu teci sete repetições do gráfico.

Depois mudei para agulhas número 2,50mm e teci mais três repetições antes de iniciar o calcanhar. Assim, a circunferência da meia acompanhou a da perna, o que faz com que as meias não escorreguem. No total foram dez repetições do gráfico antes do calcanhar. A receita original pedia seis repetições.

tricô em prosa - Meias da Meida

Esse é um ponto muito fácil de memorizar, uma delícia de fazer. Uma novidade para mim foi a trança estoniana, feita de uma maneira um pouquinho diferente.

O calcanhar foi trabalhado em ponto de alvéolo, com pontos passados sem fazer, o que torna a trama bem resistente, perfeita para essa parte da meia. Foi a primeira vez que trabalhei esse ponto no calcanhar. Os alvéolos não ficaram tão visíveis, acredito eu, porque o calcanhar foi trabalhado com fio duplo.

Olha, com o calor que anda fazendo, com certeza muitas meias ainda virão!

Também gostaria de falar do 3° Encontro Gaúcho de Tricô. Serão ministradas diversas oficinas legais, vai ter concurso, passeios e outras diversões. Eu vou ministrar duas oficinas, uma sobre meias e outra sobre xales. Nos vemos por lá?

Receita: Meida’s Socks de Nancy Bush
Fio: Lang Yarns Jawoll Superwash Solids na cor vinho
Composição: 75% lã, 18% nylon, 7% acrílico
Agulha: circular na numeração 2,75mm e 2,50mm de 1 metro de comprimento

Veja esse projeto no Ravelry

3º Encontro Gaúcho de Tricô

O 3° Encontro Gaúcho de Tricô realizado pelo Grupo Tricô Tchê, será em Gramado nos dias 26 a 28 de junho de 2015 e promete muita diversão!

Primeiro porque reúne tricoteiras e 3oEncontroGauchoTrico_585pxtricoteiros apaixonados e dispostos a aprender e ensinar diversas técnicas de tricô. Serão várias oficinas!

Segundo porque tem concurso com prêmio surpresa!

E terceiro porque tem passeio pela Serra Gaúcha ao final do encontro!

Particularmente, esse encontro terá um gostinho todo especial para mim porque vou controlar meu pânico de falar em público e ministrar duas oficinas.

Na sexta-feira vou ministrar a oficina “Aprenda a tricotar meias”. Eu simplesmente adoro tricotar meias. E melhor que tricotar, é usar uma meia tecida à mão. É tão gostoso!

Nessa oficina vou ensinar como tricotar meias top-down, aquelas em que os pontos são montados para a perna e a meia é tecida em direção aos dedos.

Meia é o tipo de peça que à primeira vista parece muito complicado de tricotar. Mas depois que a gente aprende como fazer cada parte de uma meia a gente vê que não tem nada de complicado. É só alegria!
tricô em prosa - 3° Encontro Gaúcho de Tricô - Oficina Aprenda a Tricotar Meias

Durante o curso vamos tricotar uma meia de pequenas dimensões, simples e básica mas completa. Assim teremos a prática de todas as habilidades: montagem elástica dos pontos, aba do calcanhar, volta do calcanhar, nesga, dedos e costura invisível. Com a ajuda da matemática das meias, veremos como alterar seu tamanho, o que devemos observar ao escolher algum ponto e tudo mais que deve ser considerado para personalizar a receita da meia.

Já no sábado eu vou ensinar como tricotar xales na oficina “Xale passo a passo”. Bem, xale é minha segunda paixão. Eu me lembro de como fiquei surpresa depois de ter tricotado meu primeiro xale. É uma sensação única, me senti uma super tricoteira!

mosaicoCursoXale_600x600

Nesse curso, quero mostrar todas as etapas: a montagem invisível, como os diversos formatos são obtidos, o caminho das pedras para não se perder no gráfico. Juntas vamos tecer uma amostra que terá até barrado, então vamos molhar e bloquear.

Agora quero deixar aqui o meu convite para você conhecer todas as oficinas que serão ministradas no  3° Encontro Gaúcho de Tricô. Serão dois dias repletos de oficinas diversas, para pessoas iniciantes no tricô e de nível intermediário. Os professores são pessoas dedicadas e apaixonadas pelo assunto.

Para saber o nível de dificuldade de cada oficina, as formas de pagamento e saber como fazer sua inscrição, acesse http://encontrogauchodetrico.wordpress.com/inscricoes-para-oficinas/

E tem mais uma comodidade, a super comissão organizadora firmou parceria com uma agência de turismo. Assim, além de preços especiais para os participantes do encontro, a agência de turismo oficial do encontro vai se encarregar das passagens, dos traslados, reserva em hotéis, etc.

Enquanto a data do encontro não chega, vou controlando a ansiedade e confeccionando o material de apoio dos cursos. E será uma alegria conhecer você no nesse encontro.

um xale que reluz

Essa é a peça que tenho trabalhado nos últimos trinta dias. Foi tecida exclusivamente dentro de casa, com o maior cuidado, já que não queria correr nenhum risco com seu fio finíssimo e delicado. É um presente para minha tia Euzande. Evidentemente, enquanto tecia ia me lembrando de tantos momentos bons, de sua presença carinhosa e divertida.

Zande, esse xale é uma pequena amostra do amor que sinto por você. Que ele envolva você em boas energias, que irradie as boas lembranças, as risadas, as cartinhas que escrevi para você quando era criança, as viagens e tantas outras alegrias!

tricô em prosa - um xale que reluz - Xale Goldmarie

Foi minha prima Ana Luíza quem me disse que sua mãe gosta de amarelo. E eu tinha duas meadas guardadas no baú, de um amarelo que gosto muito, semelhante ao girassol.

Juntas elas somavam 860 metros de um fio muito macio, uma delícia na pele. Para que o xale não ficasse gigantesco, minha intenção era de usar pelo menos 600 metros. No final, o xale consumiu 535 metros e seu tamanho, ao meu ver, ficou excelente.

Achei o fio um pouco difícil de desmanchar. Sorte que tive de desmanchar pouquíssimas vezes. As meadas são do mesmo lote, mas ficou evidente que a segunda possui uma coloração mais intensa que a primeira. Dá para notar no barrado.

tricô em prosa - um xale que reluz - Xale Goldmarie

Para deixar o xale ainda mais especial, 540 contas de vidro foram tecidas nos motivos de folhas do barrado. As contas foram aplicadas com uma agulha de crochê fina o suficiente para passar pelo buraco da conta.

E fiz uma modificação ao tecer o gráfico do barrado: a receita instrui tecer as linhas 1 a 24 do gráfico C, depois repetir as linhas 5 a 18 e então passar para o gráfico D. Como eu queria aumentar mais um nível de folhas, teci as linhas do gráfico C da seguinte maneira: linhas 1 a 24, 5 a 24, 5 a 18 e só então passei para o gráfico D.

tricô em prosa - um xale que reluz - Xale Goldmarie

O xale é arrematado com correntinha de crochê. Bem, correntinha é a única coisa de crochê que (mal) sei fazer. E ainda tenho de me concentrar bastante para que ela não fique rígida.

Uma noite cheguei do trabalho determinada a arrematar o xale. Levei quase quatro horas, mas terminei! Minha concentração foi tamanha que não percebi minha má postura nem o quanto estava tensa.

Na manhã seguinte minha coluna doía tanto que eu mal conseguia andar. O xale estava finalizado, eu morria de vontade de bloqueá-lo na forma final, mas qualquer movimento que eu fizesse me causava dor. Só consegui molhar a peça e esticá-lo três dias depois.

tricô em prosa - um xale que reluz - Xale Goldmarie

Não é a primeira vez que eu tricoto essa receita. Já tinha usado seus gráficos para tecer uma blusa de algodão no ano passado. E com certeza vou usá-los novamente. Adoro esse ponto de folhas.

Agora preciso embalar o presente e enviar!

Receita: Xale Goldmarie de Sue Berg
*A designer autorizou a tradução da receita para o português
Fio: Malabrigo Yarn Lace – cor Sunset
Composição: 100% lã merino
Agulha: circular 3,50mm de 1 metro de comprimento

Veja esse projeto no Ravelry

ravelry – como adicionar amigos

Muito antes de ter blog, eu tinha uma conta no Ravelry. Lá conheci pessoas que admiro imensamente. Seja pelo fato de serem talentosos, ou voluntárias, ou iniciantes muito dedicados em aprender, todos têm algo que eu admiro. Essas pessoas fazem parte da minha lista de amigos no Ravelry.

O Ravelry oferece diversas de maneiras de interagir e conhecer melhor os amigos tricoteiros. Podemos acompanhar a produção de suas peças, mandar mensagens, acompanhar seus blogs, espiar o que andam favoritando e muito mais.

Neste tutorial, serão explicados os seguintes recursos:

Para acompanhar esse tutorial é necessário ter uma conta no Ravelry. Se não tiver uma conta, veja nesse tutorial como criá-la.

como fazer uma busca de pessoa

Serão explicados os passos para fazer uma busca de pessoa no Ravelry e como refinar essa busca se ela retornar muitos resultados.

Isso é óbvio, mas vale explicar: tenha em mente que o resultado da pesquisa dependerá dos dados informados no perfil da pessoa procurada. Se ela não informou o país onde mora, nenhuma busca com o nome de país retornará essa pessoa no resultado.

Passo 1) Acesse o Ravelry e clique na guia people, que se encontra na parte superior da página, como mostra a figura abaixo:
tutorial ravelry - como fazer busca de pessoas

Ao clicar na guia people aparece a página de busca de pessoas, mostrada na figura abaixo com alguns termos traduzidos:
tutorial ravelry - como fazer busca de pessoas

Passo 02) Em <campo de busca>, mostrado na figura acima, podemos digitar o nome da pessoa, cidade onde mora ou parte do endereço de seu blog. A palavra digitada nesse campo será comparada com todas as informações da página de perfil de uma pessoa.

Exemplo: Ao digitar “tricoemprosa” e clicar no botão search, veja na figura abaixo como será exibido o resultado dessa busca (clique na imagem para vê-la em tamanho maior):
tutorial ravelry - como fazer busca de pessoa

Essa busca retornou apenas um resultado. Se a busca retornar mais de uma pessoa, podemos ordenar o resultado de acordo com as opções listadas na caixa de seleção Sort. Cada opção dessa caixa de seleção foi traduzida na figura acima.

O que é um avatar

Um avatar é uma imagem que tutorial ravelry - como fazer busca de pessoasrepresenta uma conta do Ravelry.

Ao manter o mouse sobre um avatar por alguns segundos, podemos ver algumas informações sobre a pessoa dentro de um balão de fala, como mostra a figura ao lado.

Ao clicar sobre um avatar, acessamos a página de perfil da pessoa com todas as suas informações.

Os avatares não aparecem apenas no resultado de busca de pessoas. Eles estão espalhados pelo Raverly, nos grupos, nos fóruns, em todo lugar.

como filtrar e refinar sua busca de pessoas

Se a busca retornar um número excessivo de pessoas, podemos filtrar e refinar os resultados selecionando algum filtro na coluna da esquerda.

Para explicar melhor, realizei a busca de um nome que retornou 403 pessoas. Veja como apareceram os filtros na coluna esquerda e anotações de como esses filtros funcionam:
tutorial ravelry - como fazer busca de pessoas
tutorial ravelry - como fazer busca de pessoasAs opções da janela More seach options… (mostradas na imagem ao lado) requerem que uma palavra seja informada no filtro.

Ao clicar em um desses filtros, uma janela aparece na parte superior da tela (talvez seja necessário rolar a tela para cima). Informe a palavra que deseja filtrar nessa janela.

Exemplo: para filtrar, dentre as 403 pessoas, apenas aquelas que moram em São Paulo, faça o seguinte: a) clique em Location Name; b) role a tela para cima até encontrar a janela desse filtro; c) digite “São Paulo” no campo do filtro; e d) clique em Apply. Veja o resultado dessa busca na imagem abaixo:
tutorial ravelry - como fazer busca de pessoas

Se deseja alterar o nome digitado no filtro, clique no ícone de lápis, destacado na figura acima com o número 1. Para remover o filtro Location name, clique no botão clear que foi destacado na figura acima com o número 2.

Como adicionar amigos

Realize uma busca para encontrar a pessoa que deseja adicionar como amiga e clique no seu avatar para acessar sua página de perfil. Clique no botão add to my friends, localizado na lateral esquerda da página de perfil do amigo, para adicioná-lo à sua lista. Veja na figura abaixo:
tutorial ravelry - como adicionar amigos

Ao adicionar uma pessoa como amiga, ela receberá uma notificação através de e-mail.

Você também pode mandar uma mensagem para essa pessoa clicando no link send message (também destacado na figura acima).

Seção de amigos

A diversão está aqui! Para acessar a seção de amigos, escolha a opção friends no menu my notebook, como mostra a figura abaixo:
tutorial ravelry - como adicionar amigos

guia amigos

Sua lista de amigos é exibida na guia friends. Na imagem abaixo eu mostrei o conteúdo dessa guia e traduzi alguns termos dessa tela (clique para vê-la em tamanho maior):
tutorial ravelry - seção de amigos

Podemos procurar um amigo dentro de nossa lista digitando algum termo de busca no <campo de busca>, destacado na figura acima. Podemos digitar nome, cidade, endereço do blog ou qualquer informação que o amigo cadastrou na página de perfil. Clique no botão search friends depois de informar o termo de busca.

Podemos ver a lista de amigos por avatar ou por cartão. Um cartão mostra, além do avatar, outros dados da pessoa, como local, país, etc. Na imagem abaixo, veja o conteúdo da lista de amigos exibida por cartões (clique na imagem para vê-la em tamanho maior):
tutorial ravelry - seção de amigos

guia atividade dos amigos

Esta é a guia que mais utilizo. Aqui podemos acompanhar o que os amigos andam tecendo, o que andam marcando como favorito, o que andam comentando, etc. As atividades dos amigos aparecem em ordem cronológica, as mais recentes primeiro: tutorial ravelry - seção de amigos

Na figura acima, veja que existem diversos tipos de atividades de amigos que podemos acompanhar. Marque um ou mais tipos de atividade e clique no botão Apply.

Na figura abaixo, veja os ícones das atividades com a tradução dos termos:
tutorial ravelry - seção de amigos

Observação: clicar na fotografia de uma peça adicionada por um amigo leva à página de projeto daquela peça. Nessa página de projeto podemos marcá-lo como favorito ou fazer um comentário. Use a lista de atividades para interagir com seu amigo.

guia blog dos amigos

Na guia friend’s blogs podemos acompanhar as publicações dos blogs dos amigos que informaram o endereço do blog na página de perfil. As publicações dos blogs aparecem em ordem cronológica, as mais recentes primeiro.
tutorial ravelry - seção de amigos

Como mostra a figura acima, também podemos realizar buscas nas publicações dos blogs dos amigos.


Que fique claro que não expliquei tudo que o Ravelry oferece e sim os recursos que eu costumo usar com mais frequência. Espero ter coberto as principais questões em relação à busca de pessoas e como fazer e (principalmente) nutrir amizades no Ravelry.
Então divirta-se!

E por favor, não se esqueça de acessar o meu perfil e me adicionar como amiga!